O SONO DA DOR


Venha
pisando bem devagar
nos sentimentos meus
Venha
trazendo meus sorrisos
que se transformaram em breus
Venha
mas respeitando
meu passado de dor
Venha
me devolver a felicidade
e todo o meu amor


nem sei se posso
caminhar em paz

nem sei se existem
em mim, alegrias mais

estou contaminado
pela desilusão

nem sei se posso
expor meu coração

Fui
feliz um dia
te garanto sim
Fui
espelho de um sorriso
que se refletia em mim
Fui
sincero e amante
de um bem querer
Fui
também errante
tenho que reconhecer
Fui
também bem moço
e agora a envelhecer

Hoje
em meu jardim
já não existem flores
Hoje
faço dormir
todas as minhas dores
Hoje
traga-me carinho
que é para eu sentir

Hoje
quando chegares
pisas bem devagar
que é pra não acordar
a dor que eu fiz dormir

GilbertoMaha®©

Um comentário:

Gustavo disse...

Esse e para se ler pisando bem devagar,que e para nao acordar
o poeta dessa doce e genial inspiracao!
Parabens Maha!!!!